segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Passado, Presente e Futuro...

Deus concedeu-me a graça de amar uma pessoa rara, diferente como tantas outras.
Juntamente deu-me também o dom da ponderação, em relação ao que reserva o futuro!
A capacidade de saber que o futuro não pode ser planeado de qualquer forma, que a vida não pode ser vivida sem pesar as consequências. 
Um amor que me mostra o melhor do mundo, mas também o que pode ter de pior. Olhares avaliadores, a cautela de se viver em receio, um medo de arriscar sequer sonhar um pouco mais alto, de constituir família sem preocupações. 
Um amor, que mesmo antes de o ser, já era tão preocupado, tão preparado para as adversidades que apareceram, aparecem e ainda aparecerão!
Amo-te e nunca me arrependerei daquele passo que dei há seis anos atrás. 

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Cinco anos

Há cinco anos atrás, por esta hora, não imaginava receber a notícia que mudaria a minha vida. Noticia essa que me mostraria como é precária a vida.
Pela primeira vez, em poucas hora saberia como é duro perder alguém! Alguém a quem sorria todos os dias, que beijava com desejos de uma boa noite, na certeza que o repetiria no dia seguinte.

Passaram cinco anos, e ainda hoje me custa pensar que essa pessoa já cá não está, que ao abrir a janela do meu quarto, na qual evito estar, não o verei no seu canto!

Passaram cinco anos e detesto que se refiram a ele como o "falecido".
Porque é que de repente deixou de ser o avô???

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Vida!

Dão-me licença para viver a minha vida?
Ainda não?!?!?