quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Lembranças

Andava eu divagando por um coração que não merecia, quando tu me conseguiste abrir os olhos e o coração para o verdadeiro amor. 
Faz exatamente, neste dia, 6 anos!
Lembro do receio que sentia... 
De assumir um sentimento já existente, de magoar um frágil coração, como sabia ser o teu!
Depois de várias batalhas vencidas, várias lágrimas derramadas, podemos viver livremente o nosso amor, sem ter que o esconder de ninguém.


Amo-te hoje muito mais do que há seis anos atrás! Cada vez mais!

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Passado, Presente e Futuro...

Deus concedeu-me a graça de amar uma pessoa rara, diferente como tantas outras.
Juntamente deu-me também o dom da ponderação, em relação ao que reserva o futuro!
A capacidade de saber que o futuro não pode ser planeado de qualquer forma, que a vida não pode ser vivida sem pesar as consequências. 
Um amor que me mostra o melhor do mundo, mas também o que pode ter de pior. Olhares avaliadores, a cautela de se viver em receio, um medo de arriscar sequer sonhar um pouco mais alto, de constituir família sem preocupações. 
Um amor, que mesmo antes de o ser, já era tão preocupado, tão preparado para as adversidades que apareceram, aparecem e ainda aparecerão!
Amo-te e nunca me arrependerei daquele passo que dei há seis anos atrás. 

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Cinco anos

Há cinco anos atrás, por esta hora, não imaginava receber a notícia que mudaria a minha vida. Noticia essa que me mostraria como é precária a vida.
Pela primeira vez, em poucas hora saberia como é duro perder alguém! Alguém a quem sorria todos os dias, que beijava com desejos de uma boa noite, na certeza que o repetiria no dia seguinte.

Passaram cinco anos, e ainda hoje me custa pensar que essa pessoa já cá não está, que ao abrir a janela do meu quarto, na qual evito estar, não o verei no seu canto!

Passaram cinco anos e detesto que se refiram a ele como o "falecido".
Porque é que de repente deixou de ser o avô???

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Vida!

Dão-me licença para viver a minha vida?
Ainda não?!?!?




sexta-feira, 25 de outubro de 2013

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Recordações...

Ontem foi o 85.º aniversário da minha avó materna, que há uns anos atrás era dia de grande festa, reunião e até passeio de família.
O dia de ontem, as duas visitas que fiz à minha avó lembraram-me que a família se foi desfazendo, cada um para seu lado com os seus malditos rancores... O que antes era alegria e festa hoje não passa de conveniência e sorrisos falsos, um bom dia, boa tarde regado apenas com enorme indiferença!
A perda, ainda dolorosa, apesar dos cinco anos já passados... A saudade que aperta no peito e enche os olhos daquela "água" tão salgada, com um amargo sabor a mar.


Sempre que ouço isto lembro-me de ti avô (como se fosse possível esquecer-te)!



terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Pijama...

Cheguei ao quarto,
hoje meu, 
ontem havia sido nosso.
Vi o teu pijama...
Estendido sobre a cama...
Vesti-o,
para tentar amenizar uma saudade
que já de si é tão grande...
ENORME!

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Trabalho...

Considero que sempre fui uma boa trabalhadora, seja qual for o trabalho, do meu agrado ou nem tanto, sempre me entreguei a 100%.
Nunca gostei de deixar pontas soltas, por isso se preciso for, fico mais uns minutos, ou até horas! Em todos os meus trabalhos sempre fui assim.
Mas pergunto-me:
"Será que vale a pena tanto esforço, tanta dedicação?"

Os patrões até podem gostar muito de nós, até podem dar-nos muito valor, mas a vida acaba por se encarregar de nos dar o nosso "castigo"!
Será que algum dia conseguirei um verdadeiro emprego? Onde não tenha que contar os trocos para encher a gasolina indispensável para as deslocações? 

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Aniversário!

Não é meu aniversário, mas sim daquele que mudou a minha vida! 
É o teu aniversário amor! 
Dia que eu gostaria de ter passado ao teu lado, mas infelizmente, apenas tivemos os poucos minutos, mesmo escassos, após o acordar, o pequeno almoço corrido para partir cada um para seu lado!