quarta-feira, 14 de abril de 2010

Dá-me um abraço

Que mais acrescentar a este Poema pelo Miguel Gameiro tão bem cantado?


Dá-me um abraço que seja forte

E me conforte a cada canto

Não digas nada que o nada é tanto

E eu não me importo

Dá-me um abraço fica por perto

Neste aperto tão pouco espaço

Não quero mais nada, só o silêncio

Do teu abraço

Já me perdi sem rumo certo

Já me venci pelo cansaço

E estando longe, estive tão perto

Do teu abraço


Dá-me um abraço que me desperte

E me aperte sem me apertar

Que eu já estou perto abre os teus braços

Quando eu chegar

É nesse abraço que eu descanso

Esse espaço que me sossega

E quando possas dá-me outro abraço

Só um não chega

Já me perdi sem rumo certo

Já me venci pelo cansaço

E estando longe, estive tão perto

Do teu abraço


5 comentários:

Ana disse...

É uma linda música. Gosto muito.

Tem uma letra muito forte.

Bjs

Armando M. disse...

Uma música que arrepia.
E, daqui vai então aquele abraço:)
bj

Sérgio disse...

Olá. Já tinha saudades de vir ao te blog. Por acaso já tive tb para colocar este poema no meu blog :). Beijinhos

**laura** disse...

Gosto tanto tanto tanto tanto desta música... :)

Hoje não te mando beijinhos eheheh segue um abraço :)

P.B. disse...

Ana

Sim, é muito bonita mesmo :)
Beijinhos

Armando

Concordo plenamente, arrepia mesmo e como sabe bem um bom abraço.
Segue um de volta para ti!

Sérgio

És sempre bem-vindo. É realmente um poema lindo :)

Beijinhos


Laura

Eu também gosto muito da música, estou sempre que posso a ouvi-la.

Abraço