segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Natal...

Natal... Tempo de alegria, felicidade, partilha....
Tempo de dar e receber....
Blá, blá, blá, blá.....

Tempo de recordar o que já lá vai....
A infância, a inocente alegria de ver a família reunida, as discussões dos homens nos jogos de batota, o tio disfarçado de Pai Natal, todos sabendo quem ele era... As brincadeiras com os primos, as canções, tão bem ensaiadas minutos antes no quarto do avô, que acompanhavam a chegada do barbudo de vermelho...
A partida de um e de outro, tudo mudou, o Natal já foi Natal, já foi alegria e felicidade.
O recordar de tempos não tão longínquos, o seu resmungar pelo barulho e pelas imensas luzes acesas sem iluminar ninguém, o desperdício que tanto detestava.... a saudade do abraço e do sorriso ao dizermos, "avô é Natal"...
Queria muito que ainda estivesse aqui connosco, faz-nos muita falta, como sempre disse que iria fazer!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

3 ANOS

Claro que a inspiração já não é o que era... Mas apesar da falta de tempo que tenho para cuidar devidamente deste lugar, não podia deixar de registar esta nossa data.
Apesar de por vezes pensar que já vai muito tempo que decidimos mudar as nossas vidas, também acho que passou muito depressa.
As lembranças ainda estão muito frescas na minha cabeça.
Aqueles momentos mais importantes, e até alguns mais banais, por vezes iluminam-se no meu pensamento, arrancando, hoje, um sorriso ainda maior do que no dia, há 3 anos atrás.

Amo-te cada dia mais (não imaginando como é possível amar ainda mais)

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Coisas de criança

O meu sobrinho acerca do youtube...

Ele - Quero ver esta.
Eu - Está bem, então põe!
Ele - Não tia, quando este acabar!


Sim, ele já escolhe e usa o rato ele mesmo para mudar os vídeos, e colocar o replay!

sábado, 23 de outubro de 2010

Depressão pré-parto

Não, não estou grávida.

Desde miúda sempre achei que não podia ter filhos, por várias razões. O jogo da agulha (ahah), casos de esterilidade na família e falta de progenitor (coisa que mudou).
Mas a cada dia que passa a minha vontade de ter filhos é cada vez menor.
Só com o meu sobrinho há alturas que me sinto enlouquecer, nem quero imaginar com um ou mais filhos!
É verdade que os abraços, beijinhos e afins acabam por compensar, mas é fatigante...

sábado, 9 de outubro de 2010

Somando!

Mais um a somar aos 33 já contados.
Será que o conseguiremos somar juntos?

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Need you now



It's a quarter after one,

É um quarto após a uma,

I'm all alone and I need you now.

Eu estou sozinho e preciso de você agora.

Said I wouldn't call

Disse que não ligaria

But I lost all control and I need you now.

Mas eu perdi todo o controlo e preciso de você agora.

And I don't know how I can do without,

E eu não sei como posso fazer,

I just need you now.

Eu só preciso de você agora.


sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Grande pinta

O Sérgio d' O meu travesseiro acha que o meu blog tem pinta, ao qual eu deixo o meu agradecimento.



1) O maior acto de coragem.
Não posso dizer que seja muito corajosa, até pelo contrário. Mas acho que meter a carta de despedimento e enfrentar certa pessoa foi o meu grande acto de coragem.

2) A vez em que tive mais medo.
Quando o meu irmão desmaiou ao meu lado, e me deu a sensação de um qualquer ataque que ele pudesse estar a sofrer.

3) Uma mania irritante.
Espremer pontos negros e espinhas, mesmo quando me pedem para não o fazer.

4) Algo que não dispenso no meu quotidiano.
O telemóvel e cada vez mais o computador.

5) Outros blogues com pinta.
Entre muitos outros destaco os seguintes:
Cores de Outono
Rio logo existo
Canto do Desconhecido

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Olá meu amor.... (3)

Queria com esta carta, num dia tão banal como outro qualquer, enviar-te o cheiro do meu corpo e o calor do meu beijo.

A banalidade deste dia é apenas quebrada pela importância de assinalar 33 meses de união, o resto mantém-se na saudade da presença do outro!

Fica neste dia assinalado um amor crescente, cada dia mais um pouco, de tal forma que já tenta saltar do peito.

Amo-te muito Márcio!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Vazia e fria!


A tua cama está vazia e fria...


E como achas que a minha se encontra?


Por muito que a noite esteja quente ou o meu próprio corpo vá aquecendo os lençóis, a cama continua estranhamente fria e demasiado grande só para mim!

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

32...

Já com os ponteiros do relógio a quererem apontar outro dia...
Numa importante data que fui esquecendo, o nosso dia, tão nosso!

São apenas 32 de muitos que ainda contaremos, espero que não me passem como aconteceu com este!

Amo-te imenso

terça-feira, 20 de julho de 2010

Olá meu amor... (2)

Olá meu amor


Escrevo-te porque me faz sentir mais próxima de ti!

Tão próxima como naquele primeiro abraço, que foi o mais apertado que já demos. Um primeiro contacto surgido das palavras revelou-se num abraço muito desejado.

Anseio de novo esse teu abraço, o total enlace dos nossos corpos, para que a proximidade seja plena. Para que tu esqueças, mas principalmente eu, todas as decepções que tão surpresamente te tenho dado.

A volta continuamente adiada, a espera de uma decisão concludente, que te tenho praticamente recusado.

Sabes que o desejo de voltar para ti é enorme, que quase não cabe dentro de mim, mas percebes, talvez até melhor do que eu, o porquê de tanto adiamento.

Só quero que saibas o quanto o teu apoio durante estes meses foi importante, mostrou-me, ainda mais do que já sabia, que tu és o único que quero, para sempre, ao meu lado, sem ti nunca teria conseguido.


Amo-te muito
Sempre tua

P.B.

sábado, 17 de julho de 2010

Coração apertado




Ultimamente parece que tenho o coração cerrado numa mão.



Parece que alguém o agarrou e o apertada para espremer todo o sangue por ele bombeado, para que apenas fique presente o amor que por ti sinto.

É a explicação para o facto de não te conseguir tirar dos pensamentos!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Férias, fome e dores...



Detesto quando me perguntam que tal o Algarve com cara de que eu deveria estar adorar...
A única coisa que tenho a dizer é que estou ansiosa que chegue o dia em que o regresso é para não mais voltar. Porque não, eu não estou de férias e não estou a curtir a praia de papo para o ar.


Para ajudar na festa/férias, ando com tantas dores na boca que passo uma fome desgraçada, nem sequer me posso dar ao luxo de salivar, quanto mais comer ou beber... Ando que nem posso... Só me apetece arrancar os dentes todos, embora duvide que resolva o problema!





terça-feira, 29 de junho de 2010

???

Alguém me explica a saudade?


Porque mais parece uma dor que dilacera o peito.


Uma ausência física que se sente.




Será alguém capaz de me explicar a saudade?

sábado, 26 de junho de 2010

Sensibilidade dentária


Quando falamos de sensibilidade dentária pensamos, pelo menos eu penso, numa pequena dor ao comer um gelado ou beber um café bem quente.

Pois eu posso garantir que não se resume apenas a isso, sensibilidade dentária é capaz de nos pôr andar aos tombos na cama durante uma, ou mais noites, sem a possibilidade de arrancar o dente, o que seria solução numa "simples" dor de dentes!
Nunca desejei ter uma dor de dentes na vida, pois as muitas que já tive mostraram-me o quanto é uma dor insuportável, mas de há um mês para cá que desejo que esta dor que sinto, tão igual à dor de dentes, fosse de dente furado e não de sensibilidade, pois a verdade é que já não haveria dente para contar história.

E o sensigel resulta, mas a muito curto prazo, gostava que o prazo fosse de pelo menos uma noite inteira, estou sinceramente a precisar de dormir...

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Juntos ao luar (Filme)


Eu gosto muito de ver filmes, talvez mais até do que ler livros, desde terror até um bom romance, confesso que comédias românticas são os meus preferidos.

Mas no futuro haja quem me avise para não ver um filme baseado num livro poucos dias depois de terminar a sua leitura.

Mas neste caso acho que o filme não retrata o livro, apenas pegaram na história geral e fizeram um filme totalmente diferente.

Falharam não só nos pormenores mas em pontos que eu achava fulcrais da história, até mesmo o final foi mudado.

Sendo um filme inspirado num livro devo dizer que não gostei.

Mas como filme independente do próprio livro nem é mau de todo, é a história de um amor de guerra.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Rosto molhado...


Deitei-me...
O sono teimava em não aparecer...

Rosto molhava-se de recordações, pensamentos e sensações...

Passagem da mão que secava por instantes o que voltava a ser inundado pelas lágrimas que teimavam em jorrar...

Olhos teimosos ensonados mantendo-se abertose atentos a uma partida indesejada que mais uma lágrima largava...

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Seja forte

Já recebi várias vezes este vídeo por e-mail, hoje decidi partilhar.
Não por achar que não conheçam, mas porque achava que estava no chão, mas quando revi este vídeo percebi que muito pelo contrário, estou bem levantada para prosseguir!


quarta-feira, 9 de junho de 2010

2 anos e meio merece destaque?


Acho que no amor não são os anos, os meses nem mesmo as semanas que merecem destaque.

Merecem sim todos os dias vividos com e a pensar no bem-estar do próprio e do outro.

É uma construção para a vida que se vai fazendo dia-a-dia, somando ao amor o desejo e a saudade!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Recordar a reler

“Hoje” ri e chorei…
Chorei de alegria,
De melancolia
E de tanto rir…

E se recordar é viver,
Vivo ao reler
Cada pequena palavra
Por ti registada!

sábado, 22 de maio de 2010

Olá meu amor

Sei que não te agradeci devidamente os livros com os quais me ofertaste. Adorei que te tenhas lembrado de mim, e que saibas que gosto de ler, principalmente, uma boa história de amor, tal como é a nossa.
Acredito por isso que teremos também os nossos momentos felizes, além dos que temos partilhado.
Vejo o tempo a passar, sinto receio que te sintas posto de lado, abandonado, mas quero que saibas, que tenhas a certeza que o meu coração nunca te esquece. Em qualquer lado que esteja, independentemente do que esteja a fazer, sinto o teu toque, o teu cheiro, consigo até ouvir a tua voz.
É cada mensagem ou chamada tua que me devolve um sorriso, é a certeza do teu amor que acalma a minha dor d'uma separação forçada.
Tenho saudades tuas, mesmo tendo partilhado contigo uns momentos há 5 dias, mas esses momentos foram como um sonho, quando acordei estava num avião, afastar-me novamente de Ti.
Anseio pelo dia em que o sonho seja a vida partilhada e não os pequenos momentos.

Amo-te muito
Sempre tua

P.B.

domingo, 9 de maio de 2010

29 meses




S. L. Benfica campeão pela 32ª vez só para assinalar os nossos 29 meses.

sábado, 1 de maio de 2010

Ida aos céus


Queria poder abraçar-te fortemente
Beijar-te sem parar
Da boca a todo o corpo
Sem descansar!

Queria tomar-te em meus braços
E ser tomada nos teus
Ver a lua e as estrelas
Numa ida aos céus!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Vida Parada



Estes dias falamos sobre o facto da nossa vida ter estagnado.
Da nossa situação económica, da falta de emprego de ambos.
E dos sacrifícios que eu faço pela minha família.
Eu sei que perco por causa do que faço, mas também não posso ir contra aquilo que sou!

Só espero nunca te perder a ti!



(Imagem encontrada no google)

domingo, 18 de abril de 2010

Na Cama


Todas as noites te beijo em silêncio.

Segredando-te ao ouvido um sono descansado.

Secretamente envolvo-te nos meus braços.

Numa cama que se revela vazia e fria.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Dá-me um abraço

Que mais acrescentar a este Poema pelo Miguel Gameiro tão bem cantado?


Dá-me um abraço que seja forte

E me conforte a cada canto

Não digas nada que o nada é tanto

E eu não me importo

Dá-me um abraço fica por perto

Neste aperto tão pouco espaço

Não quero mais nada, só o silêncio

Do teu abraço

Já me perdi sem rumo certo

Já me venci pelo cansaço

E estando longe, estive tão perto

Do teu abraço


Dá-me um abraço que me desperte

E me aperte sem me apertar

Que eu já estou perto abre os teus braços

Quando eu chegar

É nesse abraço que eu descanso

Esse espaço que me sossega

E quando possas dá-me outro abraço

Só um não chega

Já me perdi sem rumo certo

Já me venci pelo cansaço

E estando longe, estive tão perto

Do teu abraço


sábado, 3 de abril de 2010

Despedida


Porque é que cada nova despedida custa ainda mais que a anterior?

domingo, 28 de março de 2010

Fim-de-semana





O fim-de-semana foi maravilhoso... contigo!

Mas a despedida foi tão dolorosa... Como se me arrancassem um pedaço do coração!

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Novidades

Neste momento encontro-me em Olhão e sem grandes possibilidades de aceder à internet, por isso o blog ficará em stand by até que haja possibilidade de o actualizar.

Obrigada a todos que vão passando por aqui e até ao regresso!

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Dia dos Namorados


"Amor é sentirmo-nos assim:
Um bebé envolto por uma rosa!"



Entranha-se em mim uma vontade...

De ser...

De estar...

De sentir...

As mãos darem-se...

As bocas selarem-se...

Os peitos encostarem-se...

Os corações pulsarem em uníssono...

Os corpos fundirem-se num só...

Tal como sal com água se fundem no mar!

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Sem medo...


Assim sem medo de qualquer consequência.
Atirei-me de cabeça numa relação, apesar de todos os receios e contrariedades que se impunham.
Sem dar importância a pensamentos e opiniões alheias, o que sempre importou foram os nossos sentimentos. O quanto cada um tinha e tem importância na vida do outro.
A saudade crescente, a cada dia, directamente proporcional ao amor sentido.
A distância sempre foi um problema, mas sabiamos que essa adversidade iria também piorar. Os quase 40 Km que nos separavam passaram a ser quase um oceano inteiro.
Mas o mais importante é que estes 26 meses têm sido os mais gratificantes da minha vida.
É tão bom sentir-me amada, e é ainda melhor quando é por uma pessoa com um coração como o teu... Enorme!

domingo, 31 de janeiro de 2010

Desabafo...


Hoje venho aqui para deixar um pequeno desabafo.


Porque apesar de estar disponível para quem quiser ler é o único sitio que sinto como meu aqui na Terceira.


É onde me sinto melhor, quase como se estivesse no meu quarto, onde posso fechar a porta a quem não quero ver ou ouvir.


Estou farta de viver uma vida que não é a minha e ainda ter que adiar a minha, como se tivesse estagnado e não pudesse tomar decisões.


Estou cansada de não me poder refugiar no meu quarto e deitar-me à vontade na minha cama.


Estou triste por nem sequer poder descansar no teu abraço, nem deitar-me no teu colo.



Acho que a imagem se enquadra, afinal também estou a desabafar através das mãos! Encontrada no google!

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Prémio Lobinho

O Armando do Clips de vidro presenteou-me com o Prémio Lobinho, o qual agradeço encarecidamente. Tal como ele vou copiar e colar o sentido do prémio do blogue dele:“Desta forma, as perguntas que acompanham o Prémio Lobinho, repito, modesta mas orgulhosamente, e o prémio em si, são para os que tendem a ser naturais, sem complexos, para os que estimulam a Amizade e sabem perdoar e/ou pedir perdão. Para os que contribuem, como sempre digo, para uma web menos fria num resultado que depende de nós e não das tecnologias. E para os que premeiam a ternura, a meiguice, o sorriso simples e amigo (tudo isto tem a ver com o nome Lobinho:) sendo simpáticos e amigos, preocupando-se com obem estar pessoal e alheio”(…)“Passem o prémio a pelo menos cinco pessoas que entendam reunir as várias características do mesmo, e respondam a estas perguntas numa forma saudável de conhecimento.”

a)Tens medo de quê? Tenho medo de perder todos aqueles que amo e acabar sozinha!

b) Tens algum guilty pleasure? Sim, comer coisas que não devo e depois deitar a culpa à roupa.

c) Farias alguma “loucura” por amor/amizade? Apesar de achar a resposta do Armando correcta (O que se faz por amor/amizade é loucura?), penso que sim, até acho que já cometi algumas, tipo deixar a minha vida de lado para ir uns meses para os Açores!

d) Qual o teu maior sonho? [Não vale responder Paz, Amor e Felicidade;)] Sentir-me realizada!

e) Nos momentos de tristeza, abatimento, isolas-te ou preferes colo? (Não vale brincar) Até há dois anos atrás isolava-me e preferia estar sozinha sem falar com ninguém, agora quero o colo do meu namorado!

f) Entre uma pessoa extrovertida e outra introvertida, qual seria a escolha abstracta? Vou roubar a resposta ao Armando: Um pouco das duas, sem exagero em nenhuma.

g) Sentes que te sentes bem na vida, ou há insatisfações para além do desejável? A falta de trabalho, que implica falta de dinheiro para viver começa a ser além do desejável!

h) Consideras-te mais crítico ou mais ponderado? (mesmo sabendo que há críticas ponderadas) Penso que sou uma pessoa ponderada!

i) Julgas-te impulsivo, de fazer filmes, paciente ou... (define o que te julgas no geral). Sou muito impaciente, sem paciência para grandes esperas, e impulsiva em certas ocasiões, mas sem cometer grandes loucuras!

j) Consegues desejar mal a alguém e eventualmente concretizar? (Responder com sinceridade) Desejar mal, sinceramente sim, no calor do momento desejo, mas não sou de concretizar esse tipo de coisas, nem sequer por vingança!

k) Conténs-te publicamente em manifestações de afecto (abraçar, beijar, rir alto...). Nem por isso, mas obviamente depende das situações!

l) Qual o lado mais acentuado? Orgulho ou teimosia? Sou muito teimosa, mas também bastante orgulhosa, mas quando me mostram que estou errada sei assumir os meus erros!

m) Casamentos homossexuais e/ou direito à adopção? Não tenho nada contra, cada um é livre de viver como quer!

n) O que te faz continuar com o blogue? Criei-o a conselho de uma amiga, inicialmente escrevia e actualizava-o com muita frequência, essas actualizações tornaram-se muito escassas, e sinceramente não tenho coragem de acabar com ele. Foi aqui que começou a minha história com o Márcio e é difícil pôr um fim ao blog!

o) O número de visitas ou de comentários influencia o teu blogue? É sempre gratificante ver o que escrevemos reconhecido, mas não passa disso!

p) Na tua blogosfera pessoal e ideal, como seria ela? Penso que seria com mais actualizações da minha parte, tenho pena de não escrever mais vezes!

q) Deviam haver encontros de bloguistas? Caso sim em que moldes e caso não, porquê? Não sou contra os encontros de bloguistas, mas não sei se compareceria, tenho um perfil anónimo e pretendo que assim continue!

r)Sabes brincar contigo mesmo e rir com quem brinca contigo? (Não vale responder com ironias) Obviamente depende das brincadeiras, mas devo ser a pessoa, não com mas de quem mais me rio!

s) Já agora, qual ou quais os teus principais defeitos? A teimosia e o orgulho, por vezes não são grandes qualidades!

t)E em que aspectos te elogiam e/ou achas ter potencialidades e mesmo orgulho nisso? Apesar de nem sempre concordar muito gosto de quando elogiam a minha escrita!

u) Entre uma televisão, um computador e um telemóvel, o que escolherias? Neste momento o telemóvel, sem dúvida!

v) Elogias ou guardas para ti? Elogio

w)Tens a humildade suficiente para pedir desculpa sem ser indirectamente? Claro que sim, até já me disseram que peço desculpa vezes de mais!

x)Consideras-te, grosso modo, uma pessoa sensível ou pragmática? Acho que sensível.

y) Perdoas com facilidade? Não, isso não. Como disse antes, sou muito orgulhosa e em consequência disso custa-me muito a perdoar.

z)Qual o teu maior pesadelo ou o que mais te preocupa? Acho que a mesma coisa que respondi como sendo o meu maior medo!

Passo o desafio e o prémio:

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Parabéns



Apesar daqui o calendário ainda marcar dia 20, aí já marca o teu dia...



Gostava de presentear-te com a minha presença, mas sabendo-a impossível usarei todos os meios possiveis para me fazer presente!


Sabes que apesar de pobre e pequenino este texto é escrito com todo o meu coração.



Parabéns pelas tuas 23 Primaveras atingidas em pleno Inverno, espero que apesar de todo o frio o teu coração esteja bastante quentinho



Amo-te muito meu pequeno Aniversariante!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Coisas de Crianças...


As crianças têm coisas fantásticas, pelo menos o meu sobrinho, que tem agora 17 meses faz coisas inacreditáveis!



Agora, quando faz cocó (devem chamar-se as coisas pelo nome :)) vem ter comigo e leva-me para o quarto para que eu lhe mude a fralda!



Estes dias estavamos a tentar adormecê-lo e como ele estava a fazer imenso barulho eu levei um dedo aos lábios e disse-lhe: "Xiu, o Kiko (um boneco de neve em peluche) está a dormir."

Distraídamente eu comecei a falar com a minha irmã e começa ele com o dedo: "Xiu Tika." Tão esperto o raio do moço, aprende tão rápido :)



Já quer comer com os nossos pratos e os nossos garfos, não há cá coisas de plástico, que é isso?

Adora ir para a pia lavar a loiça, ou melhor tomar banho vestido!

Adora ajudar a estender a roupa, tem uma loucura danada por molas e é completamente viciado na máquina de lavar roupa!



O puto dá cabo de mim, mas é tão lindo e está tão grande e esperto!

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Prémio Relíquia da Internet





A Ana do blogue Diário de uma vida ofertou-me com o prémio Relíquia da Internet, com o qual fiquei muito feliz.


As regras são as seguintes:

1- Exibir a imagem do "Prémio Relíquia da Internet" que acabou de ganhar, em qualquer área do blogue (barra lateral, por exemplo);
2- Publicar um post a informar que ganhou o selo e o link do blogue que o ofereceu;
3- No mesmo post, publicar as regras e indicar os cinco blogues a quem oferece o prémio;
4- Avisar os blogues escolhidos com um mail ou comentário, enviando-lhes o código do selo e o endereço de seu blogue;
5-Conferir se os blogues escolhidos por si passaram o selo e as regras.

Todos os blogs que sigo são, para mim, Relíquias da Internet, por essa razão não vou discriminar nenhum ao atribuir o prémio somente a cinco.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Separação...


O meu coração tem andado apertado de saudades tuas!

Anseia pela hora em que irá sentir o teu bater ao mesmo ritmo que ele.

O pior é que dos 48 dias que os separam passaram apenas 7, que nem se traduzem ainda numa semana!

São horas, minutos e segundos dificéis de suportar... É uma contagem decrescente grande de mais para ser entusiástica!

É mais tempo que o meu coração consegue imaginar suportar...