quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Nevoeiro

Nevoeiro denso e sombrio...

Sensação de distancia e vazio!


Este tempo faz-me pensar ainda mais em ti.

Que estás ausente pela distancia mas sempre presente pela saudade...

Dá uma vontade imensa de me perder neste nevoeiro em busca do teu terno abraço!

Apertar-te nos meus braços para não mais partires...

Apertar-te de tal forma que a distancia se torne tão insignificante e se perde nessa nuvem...


Olho o nevoeiro e imagino-te...


...de braços abertos para mim!

3 comentários:

Márcio disse...

Os problemas irão se resolver com o tempo… a distância que hoje é um problema dos grandes, amanhã será um obstáculo ultrapassado.
Tudo farei que assim aconteça, e irá acontecer… é só um tempo que te peça para resolver esta pequena pedra na nossa relação.
Espero que o amor que sentes seja pelo menos 1/10 do amor que sinto por ti para conseguires aguentar mais um tempo assim… que possas continuar a esperar pelo único dia da semana que passou a ser dia há um mês, durante mais uns tempos.
Amo-te muito princesa!

P.B. disse...

A distancia não é um problema, tu sabes que eu esperarei o tempo que for preciso!
Amo-te muito meu anjo

Márcio disse...

Amor, sempre que ouvia dizer isso... que as pessoas esperariam o tempo que fosse necessário, que achei que era impossível. Hoje, e devido às nossas circunstâncias sinto que afinal isso é possível. Que as nossas semanas são uma espécie disso… o esperar pelo dia.

Amo-te muito meu amor!