quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Dia da separação

Espero que esse dia nunca chegue...
Se ele chegar que eu esteja em fase terminal!
Que a vida suma de mim num sopro...
Que as águas parem de rumar ao mar...
Que o sol deixe de brilhar...
E que a lua encha até rebentar!
Os céus pintar-se-iam de negro.... o dia noite ficaria!
Num dia tão triste que seria, também tudo que é vida desapareceria!
Amo-te Márcio!!!
Desapareces Tu, desaparece a Vida!

8 comentários:

Márcio disse...

Este não vou comentar… estou sem palavras! Talvez mais tarde quando recuperar da emoção do primeiro grande impacto que tive a ler…

amigona avó e a neta princesa disse...

Hesitei se devia sair devagarinho...vim do outro lado e gostei de vos ver...felicidades...

L. C. disse...

Queres saber fofa? Eu fiquei completamente arrepiada ao ler, magnífico e à medida da intensidade do mais belo e mais importante sentimento: o amor.

Bem, tu demoras para actualizar o blogue, mas quando o fazes é em grande :P Lindíssimo!

**

su disse...

Vim aqui através do blog do Márcio...fiquei curiosa e emocionada com a foma como ele escreveu e depois também tu para ele. Lindo mesmo. Há relações que não precisam de ser iniciadas com o contacto físico...basta conhecer-se a alma através das palavras e depois o resto complementará...sei do que falo. Vivo o que falei e o que vocês vivem! ;)
Parabéns por tudo o que tens conseguido na tua vida e força. Em frente, desculpa a invasão e a curiosidade!

Beijos em fio aqui da Teia e bom fim-de-semana.

P.B. disse...

Márcio
Amor, nao era suposto ficares sem palavras!
Nino...amanhã já é domingo :D
Amo-te muito

Amigona avó e a neta princesa
Obrigada :)

LC
Obrigada por tudo linda

Su
Obrigada pelas palavras e pelo exemplo! Obrigada também pela visita e volta sempre!

Beijocas

Márcio disse...

Tal como não era suposto escreveres o que escreveste né? Amor, cada vez que leio este poema fico completamente arrepiado. Fico com medo de desaparecer, fico com medo de um dia não ter condições para ir ter contigo, fico com medo de morrer.
Foi o texto mais bonito que alguma vez li… Foi a coisa mais bonita que alguém um dia me fez… Amo-te muito, és a minha vida!

White_Fox disse...

Tu é que és a patrícia?
Bem... Anda aqui um gajo a pular de blog em blog quando descobre que dois dos blogguers que visita e que aparentemente não têm ligação entre si se amam!
Incrível! Há com cada coisa na blogosfera...
Só me resta desejar felicidades para os dois...
bj

P.B. disse...

White-fox
Sim :D eu sou a Patrícia!
A blogosfera é um pequeno mundo, acontece um pouco de tudo ;)
Muito obrigada