terça-feira, 23 de outubro de 2007

Palavras Perdidas


Tenho uma vida de reticências... As quais quero abolir, quero ter um ponto para pôr nesta história, tens que me ajudar a decidir se é um ponto final, de interrogação ou até uma virgula, mas tira-me esta incerteza e ajuda-me a acabar com as reticências...Há coisas que são inevitáveis na nossa vida e eu já percebi que para conseguir seguir em frente, contigo a meu lado ou não, tenho que ter uma resposta definitiva, que me mostre o caminho a seguir!Posso sair magoada, mas pelo menos terei a certeza da razão pela qual choro... acabarão as incertezas, a esperança morrerá por fim!Por favor pára de me dizer eu não disse isso e diz-me sim ou não... Pára de me fazer crer que me podes querer e diz-me quero ou não quero!

Não faças com que estas minhas palavras sejam perdidas! Mostra-me que posso contar com o teu apoio, com a tua ajuda, com a tua sinceridade...

Mostra-me que te amo porque és sincero comigo, porque gostas de mim e me queres ajudar!

4 comentários:

L. C. disse...

Lembra-te que não podes esperar que seja ele a pôr um ponto final, tens de ser TU. Não queiras uma vírgula, porque essa traz igualmente a esperança de algo que se irá acrescentar. Exige um ponto final, parágrafo.
Mas tens de ser tu a querê-lo. Não te agarres ao adiamento de uma conversa, de uma expectativa, de um encontro. Agarra-te à tua vontade e ao que precisas fazer. Não precisas de mais ninguém, muito menos Dele, para fazer as tuas opções, escolher os teus caminhos e desenhar a tua vida. Só tu podes e só tu deves fazê-lo. Não esperes, não adies.
Uma vez disseste-me para ter coragem e dizer bem alto frente ao espelho algo em que eu precisava assumir, mas que continuava a omitir para mim mesma. Eramos adolescentes, eras sábia, como sempre tens sido com toda a gente. Sê-o para ti também. Olha-te ao espelho e admite para ti mesma o que tens de fazer. Não te agarres a esperanças vãs e a palavras cuja sinceridade nem tão pouco sabes se podes acreditar. Agarra-te a ti mesma e ao que tu mereces.
Minha amiga, às vezes precisamos de dar um estalo a nós mesmos. São os que mais doem, mas são os únicos que podem de facto ajudar-nos, curar-nos...

Fui clara?

**

P.B. disse...

Acho que sempre fui boa a dar conselhos! Mas como se costuma dizer: Olha para o que eu digo e não para o que faço!
e sim foste clara... Mas eu não consigo dar esse passo sozinha, ainda não... há coisas que me alimentam a esperança e são essas coisas que eu quero ver esclarecidas... quero o preto no branco!

White_Fox disse...

Tenho uma colega que viveu assim durante muito tempo. E pior é que o rapaz sabia a aproveitou-se disso (e começou a andar com duas ao mesmo tempo: a minha colega e a namorada dele). Ele sempre a dizer que estava à espera do momento certo para deixar a namorado, mas a verdade é que passaram 6 meses e ele continuava com as duas.
Até que a minha colega fartou-se e deixou-o (e ela era mesmo dependente dele). E agora está melhor do que nunca, pois está com um rapaz que gosta realmente dela!
Final Feliz
LoL
bjs

P.B. disse...

White_Fox
O rapaz de quem eu falo gosta de mim, mas como amigos que somos, nunca se aproveitou dos meus sentimentos! A tua amiga fez muito bem deixá-lo, porque ele nunca iria deixar a namorada por ela. Muitas felicidades para a tua amiga :)
Beijos