sábado, 13 de outubro de 2007

O passado!

Estranho rencontrarmo-nos com o passado...
Ver alguém que não viamos há anos...
Alguém que consideravamos um amigo!
Passam-se os anos e passam-se as afinidades.
A intimidade que tinhamos morreu...
A amizade passou!
Ao fim de 1 minuto percebemos que já não somos o que fomos em tempos!
Estamos diferentes e aqueles que fomos perdendo com o tempo não nos conhecem tal como nós também já não os conhecemos a eles!
O tempo passa e leva-nos!
Resta recordar o que vivemos e com quem vivemos.
Tudo o resto foi morrendo e agora é estranho!
Tenho saudades das pessoas, mas do que elas eram no passado!
Agora se voltasse a reencontrar algumas pessoas seria uma desilusão...
Ver que já não nos reconhecemos, é duro...
É triste ver o que o tempo nos tira!

2 comentários:

L. C. disse...

Sabes que compreendo perfeitamente o que queres dizer. Aliás, a noite passada constatei mais uma vez que o tempo passa por nós e pelos que nos foram próximos. O tempo passa e todos mudamos. Perdemos muitas coisas, mas aquilo que vivemos, o quanto rimos e choramos, o quanto amamos e sofremos juntos, já ninguém nos tira. Fica nas recordações de um passado e vivências comuns. Hoje temos próximas pessoas que nessas alturas não tínhamos... Amanhã teremos outras. A vida faz-se de perdas e de conquistas numa permanente evolução. Não te prendas à mágoa do que foi perdido, pois basta olhares para dentro de ti que o podes sempre encontrar. Os sorrisos ficam para sempre. Não tenhas pena por termos crescido e mudado, vamos a ver e todos mudamos para melhor, todos estamos mais maduros, mais calejados pelas durezas da vida e pelos obstáculos que fomos superando, mas também mais felizes, mais completos, mais autênticos. A vida é como uma viagem de comboio... recebi uma vez um email com um power point alusivo a essa viagem. Fez-me muito sentido.

Este teu cantinho está a ser uma caixinha de surpresas... vê só, é nas adversidades que descobrimos forças nossas que desconhecíamos. Desta vez, para ti, descobriste o teu talento para a escrita. Já ninguém to tira ;)

Beijinho

P.B. disse...

Não é por termos crescido e mudado que eu fico triste...
Eu fico triste com as pessoas que perdi!
Mas como dizes o que vivemos é nosso, está dentro de nós e podemos revivê-lo em recordações!


Obrigada! :D
Nunca me tinha imaginado a escrever! :S

Beijinhos