quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Na presença do teu olhar...

Na presença do teu olhar eu rio, canto e danço... Quero mostrar-te que sou feliz, que sou feliz sem Ti!
Mas com a noite vem a solidão, a saudade... a dor!
Quando estou sozinha o meu sorriso gela e caio fundo, cada vez mais fundo!
Gostaria de gritar... mas a voz falha-me...
Ameaço afogar-me nos meus sonhos...
Tu não podes saber como sou fraca... nunca irás saber como preciso de Ti.
A noite passa, é outra vez dia!
Eu rio...
Tu vês... Sou Feliz!

2 comentários:

L. C. disse...

Todos temos máscaras. São os nossos refúgios, as nossas protecções, todos precisamos delas. Mas devemos ter cuidado... Não tentes manter essa máscara quando falas contigo mesma, quando tentas abrir o teu coração a ti mesma. As máscaras não nos devem impedir de rir, chorar, ser feliz, mostrar zanga... devem apenas situar-nos em determinado contexto. Take care...

**

P.B. disse...

As máscaras usam-se para as multidões!
No refúgio do nosso quarto não são necessárias máscaras!!!
As paredes não nos cobram felicidade!