sábado, 13 de outubro de 2007

Coisa estranha a liberdade!

Sou livre, sim livre...


Mas há algo que me impede de ser plenamente livre!


O meu coração está preenchido!


Qualquer coisa só faria sentido contigo!


Até que ponto posso dizer-me livre?


Não sou livre de gostar de ninguém porque roubaste-me o coração!


Não sou livre de beijar ninguém porque são os teus lábios que quero beijar...


Não sou livre de pensar em ninguém porque não me sais da cabeça!


Não sou livre porque para viver preciso de ti!


Roubaste-me a liberdade de viver sozinha, de viver para mim!


Agora vivo para algo que não existe... vivo para ti, mas sozinha...


Sou livre.... mas estou presa a Ti!

(Não sei como apaguei-o, mas já está de volta)

Sem comentários: